Poema – Crise ao Despertar

Cultura - Nosso nome do meio_banner

CRISE AO DESPERTAR

(Anônimo)

Eu me recuso a acreditar
Em que a realidade é
Como ela está se revelando

Os filmes
As novelas
Os romances
Todos mentiam
E eu, como tolo nato
Fui enganado

Não há amor puro
Não há amizade real
Não há família feliz

Qual o sentido então de uma vida
Adornada com sofrimento
Maquiada com dores
Vestida de tristeza
E coroada com a morte?

Talvez o que a faça valer
Sejam os momentos felizes
Os instantes de alegria
Aqueles breves momentos
Nos quais nos sentimos espetaculares
As criaturas mais fortunadas do mundo

Resta saber apenas
Se essas ocasiões são positivas
Por nos darem pequenas amostras
De Hollywood e das 8
Ou se são obras cruéis
De uma vida sádica
Que nos esfrega à fuça
O quão miseráveis somos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s