Poema – Poema sem Backup ou A Estranha Tristeza de Formatar meu Computador

Cultura - Nosso nome do meio_banner

Poema sem Backup ou A Estranha Tristeza de Formatar Meu Computador

(por Antonio Vianna)

“Are you sure?
Yes No” – Windows Restore Center

Adeus aos meus arquivos,
aos meus dias.
Meu passado se vai nas partições em chamas.
Este programa deletará todos os seus arquivos pessoais
e retornará o sistema às configurações de fábrica.
Você tem certeza?

Todos os arquivos, todos
Reduções de mim enquanto ser vivente
e usuário.

Todos os arquivos que viram o que eu virei
e nao verão o que virá.

Todos os filmes textos livros disco-
grafias (ah, discografias…)

Nos quais me defini e descobri
Aos poucos o que resolvi ser eu.
Eles me salvaram e eu não poderei
Salvá-los nunca mais.
Eles me salvaram e eu, grande
Administrador do sistema, não
Consegui salvá-los da grande massa
Formada pelo volume morto dos dados
Que afogam a si mesmo.

A cultura ocupa uma espaço
Que nem sequer existe.
Isso é tão triste.

Mas um velho que, mesmo
Sem conhecer o Windows
Tinha uma grande Vista, disse
Que é preciso ser absolutamente moderno.

E para que o novo possa nascer,
É preciso excluir tudo,
Até a lixeira.

Sim, eu tenho certeza.
É por isso que formatarei
Até as partições vazias.
Adeus aos meus arquivos,
Aos meus dias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s